terça-feira, 18 de dezembro de 2018

PERSEGUIÇÃO TERMINA COM PRISÃO DE MEMBRO DO PCC FORAGIDO DE ALCAÇUZ

Uma perseguição policial terminou com a prisão de um foragido do presídio de Alcaçuz, em Nísia Floresta (Grande Natal), na tarde desta segunda-feira (17). A ação foi coordenada pela Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor).
Além do foragido, outro homem foi preso. De acordo com os policiais, a dupla é integrante de quadrilha armada especializada em roubos, adulteração e venda de veículos com atuação no RN, na Paraíba e em Pernambuco.
Segundo os policiais, eles estavam chegando a uma residência no conjunto Cidade Satélite, na Zona Sul de Natal, onde haveria carros roubados e clonados. Quando se aproximaram da casa, um veículo do tipo Fiat Toro saiu do local. Os policiais tentaram realizar a abordagem, mas não conseguiram. Ao perceber os agentes se aproximando, os suspeitos iniciaram uma fuga.
Minutos após, já na BR-101, em perseguição, os policiais encostaram o veículo no qual estavam os suspeitos e conseguiram pará-lo para realizar a prisão. Foram presos Madson Maximiano Batista dos Santos, de 24 anos; e Júlio César Batista da Trindade, de 18. O primeiro é conhecido como “Cotonete” e – segundo informações da polícia – é foragido do presídio de Alcaçuz. Ele disse ser integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC).
Dentro do Fiat Toro foi encontrada uma porção de maconha. Após a prisão, a polícia foi até a casa de Madson Batista onde encontraram outro veículo roubado e clonado. Os dois homens foram presos em flagrante pelos crimes de receptação, associação criminosa armada e adulteração de sinal identificador de veículo automotor. Eles também responderão por roubo.
OP9