terça-feira, 20 de novembro de 2018

Atirador abre fogo em hospital de Chicago e mata 3; suspeito também morreu

Um tiroteio no Mercy Hospital, em Chicago, nesta segunda-feira (19), deixou pelo menos 3 mortos, incluindo um policial. Segundo a emissora ABC, tiros foram disparados dentro e fora do hospital.
O atirador foi baleado e morreu, mas o porta-voz da polícia de Chicago, Anthony Guglielmi, diz que ainda não se sabe se ele foi morto ou cometeu suicídio.
Ainda de acordo com Guglielmi, o policial Samuel Jimenez está entre as vítimas. Ele chegou a ser transferido para o Hospital da Universidade de Chicago em "condições críticas" e não resistiu aos ferimentos.
As outras vítimas não foram identificadas, mas ao menos uma seria funcionária do hospital, informa a Associated Press.
Segundo a CNN, o atirador foi identificado como um homem de 32 anos, mas seu nome não foi revelado.
Nigary Thomspon, uma funcionária ouvida pela ABC, diz ter ouvido oito ou nove tiros, e que médicos e pacientes imediatamente trancaram as portas e se esconderam.
G1



NOTA DE ESCLARECIMENTO