sexta-feira, 26 de outubro de 2018

VÍDEO MOSTRA QUANDO POLICIAL ATIRA EM COLEGA E SE MATA EM SEGUIDA EM GOIÂNIA

Imagens de câmera de segurança mostram quando o policial militar Flávio Faria de Oliveira, de 31 anos, dispara de dentro do carro contra o amigo, Matheus Oliveira Castro, de 20, que estava do lado de fora do veículo, e depois, vendo o que fez, se mata. A situação ocorreu em Goiânia em frente a uma sorveteria cheia de clientes. A Polícia Civil acredita que o primeiro disparo foi involuntário e investiga o caso.
A gravação mostra o carro do policial militar parado e, do lado do passageiro, alguns rapazes ficam olhando para dentro do veículo e conversando. É possível ver ainda Matheus, de camiseta preta, em uma moto. De repente, um disparo sai de dentro do caro e todos se afastam, menos Matheus, que cai ao chão junto com a motocicleta.
Em seguida, Flávio sai pelo lado do motorista, dá a volta no carro e vê o amigo caído. Depois, ele volta para o lado do motorista, se abaixa para pegar a arma e dispara contra a própria cabeça.
A situação ocorreu na quarta-feira (24) em frente a uma sorveteria. Um dos funcionários do local, que não teve a identidade divulgada, descreveu o que presenciou em entrevista à TV Anhanguera. “Eu escutei o primeiro disparo. Pedi para todo mundo se abaixar. Passou uns dez segundos eu vi o rapaz dando a volta por trás do carro, olhou por cima do carro e deu um tiro na cabeça”.
Segundo a Polícia Militar, Flávio era soldado e havia terminado o curso há pouco tempo. A assessoria da corporação informou ainda que se ele estava armado era porque tinha treinamento para usá-la.
Conforme apurou a TV Anhanguera, durante o treinamento ele chegou a se envolver em duas confusões. Em uma delas, o policial baleou um homem na perna, foi preso em casa com a arma e carregadores com 44 munições. Na ocorrência, consta que o soldado informou ter atirado acidentalmente na vítima.
No mês seguinte, outra ocorrência foi registrada informando que Flávio tentou entrar armado em uma boate, não foi autorizado e uma equipe da Polícia Militar o levou para casa em seguida.
Investigações
O caso ocorreu na noite de quarta-feira, na Avenida Planície, Conjunto Itatiaia, em Goiânia. Conforme a investigação, Flávio, Matheus e os amigos costumavam se reunir no local para conversarem e beberem juntos. O suposto acidente teria ocorrido quando os amigos já estavam indo embora.
A Polícia Civil investiga o que de fato ocorreu no local e aguarda resultado de um laudo que vai apontar se o disparo foi acidental e se houve algum problema com a arma fazendo com que ela atirasse por si só.
De acordo com a delegada Magda D’Ávila, Flávio e Matheus estavam bêbados, após passarem a tarde bebendo cerveja em uma sorveteria próxima ao local.
“Segundo testemunhas, ele estava bastante embriagado e manuseando a arma de fogo. Estavam todos reunidos ali, todos os amigos e, em certo momento ele falou que queria ir embora, entrou no seu veículo e ficou manuseando a arma. Seu amigo que estava de fora do veículo de repente recebeu um disparo acidental da arma dele. Ele saiu do veículo, olhou para o seu amigo, verificou o que havia feito, atingiu seu amigo na cabeça. Ele volta para o seu veículo, pega a arma e em seguida dispara em sua cabeça”, contou a delegada.
Conforme a delegada, Matheus chegou a ser socorrido com vida pelo Corpo de Bombeiros, mas acabou morrendo assim que chegou ao hospital. 
O corpo de Matheus está sendo velado na noite desta quinta-feira (25), em Goiânia. Já o corpo de Flávio será levado para a Bahia, onde deve ser velado e enterrado, conforme apurou a TV Anhanguera.
PASSANDO NA HORA




GRANDES PROMOÇÕES VOCÊ ENCONTRA AQUI NO ARMAZÉM RODRIGUES, VENHA CONFERIR