quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Número de agentes de segurança pública mortos no RN em 2018 supera 2017

O número de agentes de segurança pública mortos no Rio Grande do Norte em 2018 já supera o total registrado no ano passado. Em 2017, foram 21 assassinatos. Este ano, de 1º de janeiro até a noite desta terça (2), o estado chegou à marca de 22 policiais mortos. Os números são do Observatório da Violência Letal Intencional (OBVIO) – instituto que analisa e contabiliza os crimes contra a vida no estado.
Em 2017, foram mortos:
18 PMs
1 guarda municipal
1 agente penitenciário estadual
1 agente penitenciário federal
Em 2018, foram mortos:
20 PMs
2 policiais civis
Veja AQUI a lista dos agentes de segurança pública mortos este ano no estado.
O caso mais recente aconteceu na noite desta terça-feira (2) em Mossoró, cidade da região Oeste potiguar. A vítima foi o soldado da PM do Ceará Raimundo da Silva Neto, de 27 anos, assassinado a tiros às margens da BR-304. O corpo e a motocicleta dele foram encontrados perto do canteiro central da rodovia, após o trevo que dá acesso a Governador Dix-Sept Rosado. O soldado trabalhava no Ceará desde o começo do ano, mas morava em Mossoró, onde também dava aulas de matemática. Documentos, o aparelho celular, dinheiro, e até a arma do PM não foram levados pelos criminosos. A pistola, inclusive, ficou jogada no acostamento.
Violência 
Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), 1.552 pessoas já foram assassinadas este ano no Rio Grande do Norte. Ano passado, foram 1.871 assassinatos neste mesmo período, o que representa uma redução de 17%.
G1/RN