domingo, 30 de setembro de 2018

Comandante Geral do Corpo de Bombeiros determina redução de escalas sem data para acabar

O Comando Geral do Corpo de Bombeiros alterou, por portaria, a escala dos bombeiros militares no Estado. Antes de 24x72 horas, a carga horária passa a ser de 24x48 horas. Determinada devido ao período eleitoral, a mudança tem um ponto controverso: sua duração foi estabelecida “por período indeterminado”.
Essa determinação causa mais estranheza ao se comparecer a situação dos bombeiros com a dos policiais militares. Para estes, também houve alteração de escala, nos mesmos moldes e pelos mesmos motivos. Com a diferença de que há prazo delimitado para sua duração. O caso deixou a tropa dos bombeiros inquieta.
Aos sócios e mesmo ao Comando dos Bombeiros Militares, que estamos prontos para manter um bom dialogar, a Associação dos Bombeiros Militares do RN (ABMRN) informa que está alerta a essa modificação.
Vale salientar, ainda, que a assembleia geral extraordinária marcada para o dia 30 de outubro vai debater justamente a questão da carga horária. Pauta-bandeira da ABMRN, a questão também é uma luta dos bombeiros de todas as associações em âmbito nacional, que com muita luta consolidou a escala 24x72 muito aquém do ideal, considerando as horas trabalhadas por qualquer servidor público no Brasil. A definição de uma carga horária só vai ocorrer quando o estatuto for revisto. Por isso, o ponto principal da assembleia é a discussão sobre a aprovação de um novo estatuto. A ABMRN conta com a presença de todos.
Assecom ABMRN