terça-feira, 24 de julho de 2018

MPRN prende ex-tabelião substituto suspeito de desvio de dinheiro em cartório da Grande Natal

Cartório de Extremoz (Foto: Clayton Carvalho/Inter TV Cabugi)
Um homem foi preso nesta terça-feira (24) suspeito de desvio de dinheiro público do cartório único de Extremoz, cidade da Grande Natal. A prisão preventiva é um desdobramento da Operação Senhorio, deflagrada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte em abril. O ex-tabelião substituto deve responder por peculato, lavagem de dinheiro e associação criminosa.
A namorada do ex-tabelião e uma funcionária da empresa dele também foram denunciadas. Os três tiveram os bens sequestrados e as contas bancárias bloqueadas pela Justiça potiguar. De acordo com as investigações do MP, o trio desviou dinheiro público, se apropriando de R$ 83.516,36 entre os meses de agosto de 2017 e abril deste ano.
Se aproveitando do cargo de tabelião substituto do cartório único de Extremoz, o homem transacionava com usuários do serviço público negociando a confecção de certidões e escrituras. Ao repassar os valores das taxas e emolumentos aos usuários do serviço, ele solicitava que a transferência ou depósito do dinheiro correspondente fosse realizado na conta bancária da namorada, que não ocupa nenhum cargo no cartório mas, pelo o que foi apurado pelo órgão, cedeu os dados pessoais para abertura da conta bancária para o desvio do dinheiro público.
Já a funcionária ajudava a encobrir o desvio das taxas e emolumentos. Ela trabalhava no cartório, porém possui vínculo empregatício apenas com a empresa do ex-tabelião. Os valores desviados pelos três não entravam na contabilidade do cartório único de Extremoz. Da mesma forma, não há registro dos atos cartoriais que foram pagos.
Durante a investigação, foi verificada a negociação de carros luxuosos, quadriciclos e gados em nome da namorada do ex-tabelião. Para o MPRN, essas aquisições serviram para branquear os valores recebidos ilicitamente. Também para tentar legalizar o dinheiro subtraído, foi constituída em 21 de dezembro do ano passado uma empresa, registrada no nome da namorada, mas cuja administração era exercida integralmente pelo ex-tabelião. A empresa foi aberta após o início das investigações.
Operação Senhorio 
A Operação Senhorio foi deflagrada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte em 13 de abril deste ano, com o objetivo de apurar um recorrente esquema de fraudes cometidas no cartório único de Extremoz.
Uma ex-tabeliã substituta foi afastada do cargo durante as investigações do MP, que também denunciou um corretor do ramo imobiliário e um empresário afegão.
O ex-tabelião substituto que foi preso nesta terça e a namorada foram denunciados por peculato, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Já a funcionária do cartório foi denunciada por associação criminosa e peculato.
G1/RN



VETERINÁRIO VALDECI JÚNIOR
PROPRIETÁRIO
(84)9 9897-6705 whatsapp