segunda-feira, 23 de julho de 2018

Agricultor é condenado a 17 anos de prisão por matar a esposa a facadas na Serra de João do Vale em Triunfo Potiguar

O agricultor Pedro Quirino da Silva, de 41 anos de idade, foi condenado, pelo Tribunal do Juri Popular a 17 anos de prisão, por ter matado a facadas, sua esposa, Leidiana da Silva Freitas, de 27 anos.
O julgamento aconteceu na última sexta feira,(20) na comarca de Campo Grande sob a presidência do juiz Mark Clark Santiago Andrade. A pena imposta ao agricultor, de 17 anos, 10 meses e 15 dias de prisão, será cumprida inicialmente em regime fechado, na Cadeia Pública de Caraúbas.
O crime aconteceu no dia 27 de maio de 2017, na Serra de João do Vale, no município de Triunfo Potiguar na região Oeste Potiguar, onde na oportunidade a dona de casa e esposa do acusado foi morta com cerca de 10 facadas, na frente dos filhos menores de idade. (Relembre)
O motivo do crime, segundo o inquérito policial instaurado pela Delegacia de Polícia Civil de Patu, seria porque Leidiana não queria mais viver com seu marido e por isso ele resolveu ceifar a vida dela.
No processo que tramitou na justiça haviam duas testemunhas e muitas provas contundentes que apontam Pedro Quirino como autor do crime. Diante dosa fatos, o Ministério Público Estadual pediu a condenação do réu por homicídio qualificado e, apesar dos esforços dos advogados de defesa, o Conselho de Sentença, formado por 07 membros da sociedade local, decidiu pela condenação do réu como defendeu o MPRN.
FIM DA LINHA



O MELHOR  PREÇO EM MEDICAMENTOS DA CIDADE VOCÊ ENCONTRA AQUI, VENHA CONFERIR
FARMÁCIA DIVINA A MAIS DE 30 ANOS ATENDENDO A POPULAÇÃO CURRAISNOVENSE