sexta-feira, 11 de maio de 2018

Morre monitor do Bombeiro Mirim baleado durante assalto em Natal

O jovem voluntário do programa Bombeiro Mirim, baleado na cabeça ao tentar fugir de um assalto em Natal, não resistiu e morreu por volta das 5h da manhã desta sexta-feira (11). A informação foi confirmada pela família de Luan Thales da Silva, de 20 anos, e pelo hospital onde estava internado desde a manhã da quarta-feira (9), quando foi baleado. O crime aconteceu no bairro de Lagoa Seca, na Zona Leste de Natal.
De acordo com o tio de Luan, a família recebeu a confirmação da morte na manhã desta sexta. Desde que foi baleado, Luan estava no Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, na Zona Leste da capital. Lá, passou por cirurgia, mas seguia em estado grave.
Segundo a Polícia Militar, o crime aconteceu por volta das 5h50 da quarta-feira na Avenida Bernardo Vieira, entre os cruzamentos da via com a Av. Jaguarari e a Tororós. Após balearem a vítima, os bandidos fugiram em uma motocicleta. O crime foi flagrado uma câmera de segurança. 
O presidente da Associação dos Bombeiros Militares do RN, cabo Dalchem Viana, explicou que Luan Thales era órfão, mas é considerado um filho por todos os militares que atuam no projeto Bombeiro Mirim.
"Tanto que ele, depois de passar pelo programa, trabalhava como voluntário e ajudava na formação das crianças que participam do Bombeiro Mirim", afirmou.
"Infelizmente, o Estado está sempre um passo atrás da criminalidade. Falta investigação e integração”, lamentou.
G1/RN