terça-feira, 3 de abril de 2018

Vídeo exclusivo! Homem confessa ter praticado duplo homicídio e diz que matou um por causa de traição e o outro por queima de arquivo

João Batista Santos Filho, o "Junior", preso na tarde de ontem (02) pela Polícia Militar na cidade de Areia Branca/RN, com uma arma de fogo, acabou confessando ao delegado da cidade, Dr. Luiz Antônio, ser o autor do duplo homicídio, ocorrido no dia 27 de março passado, na Comunidade de Casqueira II naquele município, onde foram vítimas, Ricardo Arruda e Adriano Clayton.
Os dois foram mortos a tiros, quando retornavam de Areia Branca para a zona rural em uma motocicleta e supostamente teriam ido a cidade sacar dinheiro no banco referente ao FGTS de Ricardo. (Reveja)
João Batista após ser preso foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil da cidade, onde foi autuado por porte ilegal de arma de fogo e como não pôde pagar a fiança arbitrada pelo delegado de 20 mil reais, ele acabou sendo encaminhado à Cadeia Pública de Mossoró. 
Durante o depoimento ao Dr. Luiz Antônio, Junior como é mais conhecido, confessou ter matado Ricardo Arruda e Adriano Clayton. Ele disse que agiu sozinho e que matou Ricardo por causa que ele mantinha um caso com sua ex-esposa e como Adriano o reconheceu, ele resolveu matá-lo também, como queima de arquivo.
Ao chegar no ITEP em Mossoró, para se submeter a exame de corpo de delito, antes de ser conduzido à Cadeia Pública, ele concedeu entrevista com exclusividade ao Blog Fim da Linha, onde confessa ser o autor do duplo homicídio e a motivação do crime.
FIM DA LINHA