quinta-feira, 8 de março de 2018

Mais informações da operação policial que culminou na morte de suspeito em Assu

Uma ação conjunta das Policias CIVIL e MILITAR da cidade de Assú, nesta quarta feira, 07, resultou na prisão de suspeitos, apreensão de arma e drogas e na neutralização de um dos criminosos que aterrorizava a cidade nos últimos meses, com roubos e homicídio.
A operação exitosa ocorreu no final da tarde de hoje, no bairro vertentes, precisamente na localidade conhecida como Buraco D’Água, onde funcionava uma BOCA DE FUMO gerenciada por JOSÉ CLÉRIO DA SILVA CASTRO, vulgo “CLERINHO”, foragido da justiça e investigado por homicídios e roubos na cidade.
Na BOCA DE FUMO estavam a namorada de CLERINHO, adolescente de 16 anos com iniciais M.L.S. da S., além do também suspeito por tráfico SÁVIO GENEDDY FONSECA DE ARAÚJO, vulgo “SAVINHO” (21 anos).
Com a chegada da Polícia ao local, os suspeitos CLERINHO e SAVINHO passaram a arremessar, dos fundos do imóvel que estavam, drogas para os telhados das casas vizinhas, tendo o primeiro tentado fuga pulando o muro e se deparado com uma equipe da CIVIL e outra da MILITAR, havendo o confronto onde o suspeito disparou, pelo menos, duas vezes contra os policiais e foi alvejado.
SÁVIO GENEDDY FONSECA DE ARAÚJO, vulgo “SAVINHO”, já era investigado por TRÁFICO DE DROGAS e ROUBOS, sendo agora autuado em flagrante pelos crimes de TRÁFICO DE DROGAS e ASSOCIAÇÃO PARA O TRÁFICO.
Já JOSÉ CLÉRIO DA SILVA CASTRO, vulgo “CLERINHO”, estava preso pelo crime de tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse ilegal de armas de fogo, corrupção de menores e havia fugido do CDP de Assú no dia 08/10/2017, possuindo um mandado de prisão em aberto.
Livre, “CLERINHO” foi apontado como o responsável por dezenas de roubos na cidade, todos com uso de arma de fogo e intensa violência imposta às vítimas, além de ter sido reconhecido como o autor do homicídio de JEFFERSON MATEUS DA SILVA OLIVEIRA, ocorrido no carnaval deste ano. 
Foram apreendidas MACONHA, CRACK, dinheiro fracionado, além da arma de fogo usado por “CLERINHO”, com 06 (seis) munições, duas delas deflagradas e outra picotada.
Mais uma vez, a colaboração da polução foi essencial para o sucesso da operação. AS POLÍCIAS AGRADECEM.
FOCOELHO