terça-feira, 13 de março de 2018

Mais um duplo homicídio foi registrado em Mossoró elevando para 61 homicídios em 2018

O Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM), registrou o 60° o 61° crime de homicídio de 2018 em Mossoró no Rio Grande do Norte na noite desta segunda feira 12 de março.
A ação criminosa teve início na Rua Emílio Castelar, na Favela do Cachorro Assado, àrea das Barrocas onde foi registrado disparos de arma de fogo com uma pessoa alvejada e morta .
Outra pessoa que foi baleada na mesma ocorrência, teria saído em fuga e caiu morto distante 400mt de distância do outro, já na Travessa Riacho Doce.
A polícia suspeita que os dois homens que não portavam documentos de identificação, teriam ido resgatar uma motocicleta roubada, que estava escondida em um matagal, e foram surpreendidos pelos atiradores. 
Duas motos com queixa de roubo foram encontradas no local. Sendo uma Honda Bros vermelha 160 2016/2017, de placa QGO 3950 Mossoró-RN e uma Honda Biz 125 vermelha 2012 de placa NOC 4795 Mossoró-RN, foram deixadas no local.
Segundo o Perito do ITEP, Renildo Marcelino, o homem que foi morto na Rua Emílio Castelar foi atingido por pelo menos cinco disparos de arma de fogo. já o que foi encontrado caído na Travessa Riacho Doce, foi atingido por três disparos. Ouvimos o PC Wilson Olho De Gato como é mais conhecido na polícia civil, ele relatou a nossa equipe, que os mortos teriam abandonado a Bros para resgatar depois. Não contentes os caras da região prepararam uma tocaia e na hora que eles chegaram ao local na BIZ para resgatar a Bros foram surpreendidos pelos atiradores. Um deles morreu no local e outro saiu correndo vindo a morrer aqui. Finalizou Wilson que afirmou que os chinelos da segunda vítima teria ficado no local da primeira. "Não temos dúvida que ele foi baleado lá e morreu aqui nesse local. Ouvimos moradores e todos informaram que neste local da segunda vítima não foram ouvidos disparos de arma de fogo. Ou seja ele foi alvejado correu e morreu aqui sem dúvida alguma". Finalizou Wilson. A equipe de plantão deverá emitir relatório e enviar para a DHPP que deverá investigar as mortes. A Força Tática conduziu as motocicletas para a Plantão. Uma arma de fogo foi apreendida pela Força Nacional que deu apoio. A arma não foi apresentada a imprensa, porém foi confirmada pela viatura da área que ela estava em uma das casas envolvidas na ocorrência dos disparos. Tudo será investigado posteriormente.
PASSANDO NA HORA