quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Rodovias do RN registram 59 acidentes e 9 mortes durante o carnaval

As estradas federais e estaduais do Rio Grande do Norte tiveram um total de nove mortes em acidentes durante o Carnaval de 2018, segundo informaram a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Comando de Polícia Rodoviária Estadual (CPRE) nesta quinta-feira (15). Ao todo, foram registradas 59 colisões nas estradas.
O maior número de mortes foi nas rodovias estaduais, cujos acidentes vitimaram sete pessoas. Além disso, 32 boletins de acidentes de trânsito foram registrados nessas estradas, entre a sexta-feira (9) e esta quarta-feira (14).
No caso das sete BRs que cortam o estado, foram registrados 27 acidentes, que deixaram 35 pessoas feridas e dois mortos. Houve um aumento no número de feridos, em relação a 2017, mas redução em quantidade de mortos. No ano passado, houve 28 feridos e cinco mortos.
Fiscalização federal
Durante a operação nas estradas federais foram fiscalizados 4.570 veículos e 5.167 pessoas. 1.752 motoristas foram submetidos ao teste do bafômetro e 66 deles foram autuados. Também foram registradas 1.928 infrações diversas, das quais 296 por ultrapassagens proibidas. Houve ainda prisão de 38 pessoas, sendo oito por embriaguez e 30 por outros crimes.
Além disso, 1.010 veículos tiveram as imagens capturadas por transitarem em excesso de velocidade. Por não falta do uso de cinto de segurança, 57 autuações foram lavradas - a grande maioria motivada pelos passageiros. Outros 15 motoristas foram notificados por transportarem crianças até sete anos e meio de idade, sem as cadeirinhas. 53 motociclistas também foram autuados por não usarem capacete.
Fiscalização estadual 
Em todo Estado o CPRE fez barreiras policiais distribuídas nos principais pólos carnavalescos. No total, os militares estaduais fiscalizaram 2.890 veículos e realizaram abordagens pessoais a 1.745 condutores.
Durante o período, foram lavrados 271 autos de infração, com recolhimento de 37 CNH’s e 10 CRLV’s, além do registro de 18 veículos removidos ao Detran. Ainda durante o período carnavalesco, foram realizados 673 testes de etilômetros, registrando a recusa em se submeter ao teste de 40 condutores, os quais foram enquadrados no art. 165 do Código de Trânsito Brasileiro.
g1/rn