quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Advogado preso em Caicó é transferido para Apodi

BLOG SIDNEY SILVA
O advogado, Geovaniny Fonseca Pimentel, que está preso desde o dia 28 de outubro de 2017, acusado de porte ilegal de arma de fogo e associação criminosa, foi transferido na manhã desta quarta-feira (17), para o Centro de Detenção Provisória da cidade de Apodi/RN.
Ele estava recolhido em uma das celas do CDP de Jucurutu e lá ocupava o espaço com outros dois policiais. Representantes da OAB, pediram à Justiça que Geovaniny fosse transferido para um local onde ficasse sozinho e como em Apodi, tem cela especial, foi transferido.
O advogado foi transferido pela manhã e ficará à disposição da Justiça aguardando decisão que o ponha em liberdade como pleiteiam seus defensores. Já foram impetrados pedido de liberdade em favor de Geovaniny, mas, nenhum foi concedido.
O advogado foi detido na companhia de Wanderson Hébert Farias e Luís Carlos Soares na noite de sábado, dia 28 de outubro, nas imediações da Praça Dom José Delgado, no Bairro Paraíba em Caicó. No carro onde estavam, foram encontradas duas armas de fogo, sendo um revólver de calibre 22 e outro de calibre 32, este último pertencente ao advogado Geovaniny.
Consta ainda no processo, informação de que os presos Wanderson e Luiz Carlos, teriam dito em depoimento que iriam fazer um assalto em uma academia localizada nas imediações de onde foram presos e que não o fizeram porque viram um policial no local.
A prisão do trio se deu depois que a movimentação suspeita foi identificada. Uma viatura que fazia rondas no setor logo foi acionada e fez a abordagem no carro que era ocupado pelos suspeitos.
O advogado disse em seu depoimento que passava no local e reconheceu um de seus clientes e parou para cobrar honorários advocatícios.




AVENIDA 13 DE MAIO, 363, BAIRRO PAIZINHO MARIA, CURRAIS NOVOS
CONTATO: (84)9 9909-5825