domingo, 2 de abril de 2017

MOSSORÓ REGISTRA O 64º HOMICÍDIO DE 2017

PASSANDO NA HORA
A equipe do Instituto Técnico-Científico de Perícia - ITEP, removeu do necrotério do Hospital Regional Tarcísio Maia, para sua base, o corpo de Clenilson Medeiros Aires de 36 anos, que morreu, na madrugada deste domingo 02 de abril, naquela unidade hospitalar vítima de disparos de arma de fogo. 
Clenilson, que segundo informações trabalhava como auxiliar de motorista, foi baleado com quatro tiros, na noite deste sábado (01) em um bar na Rua Pedro Gomes de Oliveira no Bairro Belo Horizonte em Mossoró RN. (RELEMBRE).
A vítima ainda foi socorrida para a UPA do BH e depois transferido para o Hospital Regional Tarcísio Maia, mas não resistiu e morreu nesta madrugada. 
A Polícia ainda não tem informações sobre a motivação do crime, nem tem pistas dos assassinos. A investigação ficará por conta da Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP). 
Com a morte de Clenilson Aires, a cidade de Mossoró, que vive uma violência assustadora chega aos 64 homicídios em 2017. 





Água de Natal filtrada e tratada com dióxido de cloro 
( livre de gosto e cheiro de cloro) 
Transportada em tanque inox
Somos autorizados pelo Conselho Federal de Química.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sem empréstimo de R$ 698 milhões, governo do RN não tem recursos para pagar salários

G1/RN Governando o Rio Grande do Norte interinamente até esta sexta-feira (20), durante a ausência de Robinson Faria (PSD), que foi à E...