quarta-feira, 5 de abril de 2017

Ex-deputado cobrou propina de empreiteiras no RN, diz delator

Sidney Silva/G1 (Foto: Contorno viário de Caicó)
G1/RN / SIDNEY SILVA
O ex-deputado federal João Maia (PR) teria cobrado propina de empreiteiras contratadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) no Rio Grande do Norte, segundo a delação premiada do ex-chefe de Serviço de Engenharia do órgão, Gledson Golbery de Araújo Maia. A propina era cobrada em contratos de obras, manutenção e sinalização na malha viária federal no estado. O “custo político”, como ele se referia à cobrança, era de 4% do valor total de cada obra, livres de impostos. Pelo menos nove empresas ou consórcios teriam dado propina ao político.
Em 2010, Gledson foi preso pela Polícia Federal na Operação Via Ápia, que investigou fraudes no Dnit potiguar. De acordo com Gledson Maia, o dinheiro arrecadado com o “custo político” foi usado na campanha eleitoral de 2010, quando João Maia acabou reeleito deputado federal, sendo o segundo mais votado no Estado.
O G1 procurou o economista e ex-deputado João Maia que disse que não iria se manifestar. “Não posso me manifestar por não ter recebido nada oficial”, disse.

Gledson Maia foi preso em flagrante pela Polícia Federal potiguar em 4 de novembro de 2010 no momento em que recebia uma maleta com R$ 50 mil em um restaurante na Zona Sul de Natal. Segundo a PF à época, esse dinheiro também era pagamento de propina.




Água de Natal filtrada e tratada com dióxido de cloro 
( livre de gosto e cheiro de cloro) 
Transportada em tanque inox
Somos autorizados pelo Conselho Federal de Química.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Preso foi encontrado morto no CDP de Parelhas

MARCOS SILVA No início da manhã deste Domingo (10/12) por volta das 05h30min, um detento do Centro de Detenção Provisória de Parelhas, ...