quarta-feira, 22 de março de 2017

Homem diz como matou irmã do desembargador Cláudio Santos

G1
Foi preso no fim da manhã desta terça-feira (21), o segundo suspeito de envolvimento na morte da empresária Célia Márcia Santos Cirne – irmã do desembargador Cláudio Santos, do Rio Grande do Norte. O crime ocorreu em 24 de dezembro de 2016, em Campina Grande, no Agreste paraibano, e o suspeito foi preso na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte.
De acordo com a Polícia Civil, o preso Cícero Wellington Batista  da Silva, 25 anos, assumiu a autoria dos disparos e disse que a intenção era roubar o carro, confessando que atirou porque a mulher fechou o vidro do veículo e prendeu a mão dele na hora do roubo.
“Passamos quase três meses tentando localizar essa pessoa. Ele informou que ele foi na intenção de roubar o carro. Tudo que foi levado foi a bolsa da vítima e não tinha nenhuma quantia nessa bolsa.
Na hora do roubo, ordenou para que a vítima descesse do veículo, o vidro que estava aberto começou a se fechar e ele ficando com as mãos presas foi nesse momento que disparou”, relatou a delegada de homicídios Ellen Maria.
Ao G1, o suspeito disse está arrependido. “Sei que falando isso não vai trazer ela de volta nem vai confortar a família dela. Foi rápido, não sei nem explicar. Só quero dizer que estou arrependido e quero pagar pelo que fiz”.



MECÂNICA EM GERAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CAPOTAMENTO DE VEÍCULO NA BR 226

Por Fernando Melo Na tarde deste domingo (20) foi verificado pela equipe de reportagem da CN Agitos, um grave acidente às margens ...