sábado, 19 de novembro de 2016

Mossoró registra o 204º homicídio de 2016

PASSANDO NA HORA
O Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM), registrou mais um crime de homicídio por volta das 00:10hs deste sábado 19 de novembro 2016, em Mossoró no Rio Grande do Norte. A ação criminosa ocorreu  em um condomínio fechado, que fica localizado na Rua José Alinhado no Bairro Planalto 13 de Maio. De acordo com as informações repassadas pelo pai da vítima, alguns indivíduos chegaram em um veículo tipo SIENA de cor escura quando pai e filho se encontravam sentados na calçada, ao avistar um deles que desceu do carro armado e já atirando contra pai e filho, eles correram, o desafeto arrombou portão, arrombou a porta da residência e consumou o ato dentro da casa. Sabendo que a arma acabara as munições o pai pegou um pau e saiu atrás do atirador que fugiu no carro que deu apoio lá fora. Ainda segundo o pai da vítima, seu filho teria uma rixa antiga contra o atirador que não teve o nome revelado, e segundo a polícia, ele já teria tentado matar o atirador, que segundo o pai da vítima a companheira de seu filho teria passado informações minutos antes para o autor dos disparos mandando ele vir por que os dois estavam na calçada. Raxuel Jackson  da Costa Filho, 20 anos foi atendido por uma excepcional equipe ALFA do SAMU que por trinta minutos apesar de sofrer uma parada cardíaca dentro da ambulância, os socorristas conseguiram estabilizá-lo, porém segundo o médico intervencionista do SAMU isso não tirava a gravidade do caso, é tanto que, enquanto estávamos terminando  a matéria recebemos notícia que à vítima não resistiu as gravidade dos ferimentos e morreu dentro do HRTM. Segundo relatos do pai,  Raxuel já tem passagem pela polícia, ele estava vivendo um tipo triângulo amoroso com o autor dos tiros e a menor de 16 anos talvez fosse a maior motivação. De acordo com a polícia o alvo seria pai e filho. Na casa estava ainda além da menor que por sinal em seu celular havia várias ligações para o autor, aumentando as suspeitas que ela teria passado a fita, a mãe da vítima e uma criança que por pouco não foram baleadas. A menor foi detida e levada para a plantão e o pai prestou queixa contra ela e contra o autor. A menor após ser ouvida foi liberada em seguida. Sargento Almeida comandante do TOR 01 informou que sua viatura juntamente com G.T.O participavam da operação "Madrugada Segura", estavam nas imediações e resolveram averiguar a informação do COPOM haja vista que na viatura da área são apenas dois homens.




Nenhum comentário:

Postar um comentário