quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Segurança estimula o uso do Disque-Denúncia (181) para garantir mais apreensões de armas e drogas


SESED
A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), por meio do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), tem estimulado a população a colaborar com as ações da pasta por meio do serviço de Disque Denúncia. A Sesed acredita que por meio de uma maior participação popular é possível reduzir os índices de violência com o aumento de prisões de infratores, captura de foragidos da Justiça, apreensões de armas e drogas e identificação de locais de desmanches de veículos.
A população tem colaborado muito com as ações de segurança, mas sabemos que pode ajudar ainda mais. Queremos aumentar o número de denúncias por meio do telefone 181 principalmente quanto a localização de armas e drogas. Com esse apoio conseguiremos mais prisões e a redução mais rápida da violência, pois juntos somos mais fortes”, disse o Major Júlio César Farias Vilela, chefe do CIOSP.
O atendimento conta com profissionais especilizados neste serviço de forma a preservar todos os dados do denunciante e funciona de segunda a domingo, das 6h às 24h, pelo telefone 181.
Todas as informações recebidas passam por uma triagem, sendo direcionadas pelo Centro Integrado de Operações em Segurança Pública para uma rápida atuação com a constatação das situações informadas.
A Secretaria de Segurança Pública garante que a privacidade do denunciante será mantida e assim a população poderá repassar a informação com imagens, vídeos e até localização.
Vale salientar que falsa comunicação à Polícia é crime previsto no Artigo 340 do Código Penal Brasileiro, ficando sujeito o autor a detenção de 1 a 6 meses ou multa.
Entre as macrocausas da violência homicida, as drogas lideram com 60,1% dos crimes registrados, seguido pela violência interpessoal (14,8%). A arma de fogo segue na liderança entre os meios mais utilizados para a prática de CVLIs, em 2016, com 87% dos casos. Somente na região Metropolitana de Natal, a Polícia Militar já apreendeu entre janeiro e setembro de 2016, um total de 567 armas de fogo, o que representa um aumento de 16,4% quando comparado com o mesmo período do ano passado.
Saiba mais
Para participar do Disque Denúncia, o cidadão precisa repassar dados claros sobre a denúncia, como data, horário e endereço do fato, seguido dos detalhes da ocorrência. É importante que seja informada a maior quantidade de informações possíveis, como pontos de referência, nomes, alcunhas/apelidos dos envolvidos na denúncia, bem como se o envolvido é foragido ou se já foi preso. Além disso, todo detalhe é importante para que a Polícia possa chegar até o envolvido, como por exemplo, a idade aparente, altura aproximada, cor da pele, cor e cumprimento do cabelo, cicatriz, tatuagem, deformidades e os perfis das redes sociais.
Caso a denúncia seja sobre drogas, o denunciante pode colaborar informando o tipo e possível quantidade, bem como se for de armas, o tipo e o possível calibre. Se a denúncia envolver veículos, é necessário que seja informado a placa, marca, modelo, cor, além de outros detalhes específicos como adesivos e amassados, por exemplo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário