terça-feira, 16 de agosto de 2016

RN compõe contigente em missão humanitária em Guiné Bissau

SESED
O Governo do Estado do RN, por meio da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED), tem atuado, desde o mês de junho deste ano, no contigente de Oficiais Policiais das Nações Unidas (UNPOL), no Gabinete Integrado para o Desenvolvimento de Guiné Bissau (UNIOGBIS). Nesta ação, o 1º Ten PMRN Moreno Montenegro e Maj PMRN Antonio Pessoa se uniram a outros policiais enviados pelas nações de Ghana, Estados Unidos, Espanha, Portugal, Colômbia, Senegal, Timor Leste e Cabo Verde com o objetivo de colaborar nesta missão Humanitária/Diplomática frente a um país com extremas dificuldades.
O Maj PMRN Pessoa foi designado na seção de Operações e Cooperação Internacional enquanto o Ten PMRN Montenegro atuará na seção de Treinamento e Desenvolvimento de Recursos Humanos, inicialmente na capital do país – Bissau – podendo ser designados para as regiões (Bubaque, São Domingos, Buba e Bafatá) em escritórios regionais, sempre em regime de exclusividade, cumprindo expediente durante todos os dias da semana.
Os dois Oficiais agora passam a integrar o rol de Boinas Azuis ocupado pelos Oficiais PMRN que outrora serviram as Organizações das Nações Unidas : Coronel RR Reis, Coronel RR Araújo, Tenente-Coronel QOPM Alarico, Tenente-Coronel QOPM Batista, Cap RR Reinaldo, Tenente-Coronel QOPM Silva Júnior, Maj QOPM Gugliênio, Cap RR Reinaldo e Ten QOAPM Lavoisier.
Mais informações:
As Nações Unidas na Guiné Bissau possui um mandato que regula todas as suas ações e designa ao específico Setor de Reforma da Segurança (SSR, no acrônimo em inglês) as missões de Orientação e Aconselhamento – traduzindo o termo técnico mentoring and advising – restringindo as ações em um nível não executivo, que significa a inexistência de poder coercitivo, apenas consultivo. Entretanto, em qualquer Missão das Nações Unidas, os Oficiais devem agir em caso de Proteção de Civis (POC, no acrônimo em inglês), não permitindo que hajam agressões aos cidadãos comuns que não participam de qualquer conflito.




Nenhum comentário:

Postar um comentário