sexta-feira, 22 de julho de 2016

Polícia Civil realiza operação em Caicó e prende acusados de roubo milionário de joias

CAICO DIGITAL
Policiais civis da Delegacia Regional de Caicó deflagraram, nesta quinta-feira (21), a segunda fase da operação “Midas” e prenderam o empresário Raul Félix Borges Lopes, 22 anos, Diego Evangelista da Silva, 31 anos, Maria das Dores, 49 anos, suspeitos de no dia 28 de maio deste ano assaltar um grupo de revendedores de joias em uma pousada de Caicó. No dia do crime, três pessoas entraram armadas na pousada onde estavam as vítimas, trancaram os funcionários e clientes em um cômodo, e realizaram o assalto as revendedoras, levando as joias que estavam com as mesmas, as quais se reuniam no local para o repasse de material.
As prisões foram realizadas através do cumprimento de três mandados de prisão e quatro mandados de busca e apreensão. Dentre os suspeitos envolvidos no crime está um empresário da cidade de Caicó, Raul Félix, que foi preso em João Pessoa, onde estava na casa da esposa.
De acordo com o delegado regional de Caicó, Ricardo Brito, estima-se que o bando roubou aproximadamente mais de 1 milhão de reais no crime, o qual teve como mentor o empresário Raúl Félix.
“Investigações apontam que uma das revendedoras de joias que foram vítimas do assalto informou ao filho acerca da reunião de vendedoras do material na respectiva pousada, e que o mesmo, que era muito amigo do empresário, teria contado à ele do encontro. A partir daí, o homem teria entrado em contato com os executores, que se deslocaram da região metropolitana até Caicó para cometer o assalto, o qual subtraíram joias das revendedoras e dinheiro, totalizando aproximadamente mais de 1 milhão de reais. Nós temos provas materiais e testemunhais da participação do empresário no crime, e de que ele teria planejado toda a ação, inclusive fornecido logística para a fuga dos assaltantes, que após o crime fizeram a divisão igualitária do dinheiro roubado para todos os envolvidos”, detalha o delegado Ricardo Brito.
Ainda segundo ele, os criminosos teriam chegado em Caicó e recebido um apoio na casa de um morador da cidade, que tinha uma dívida de drogas com um dos envolvidos do crime, alocando os mesmos na residência, além de conseguir uma motocicleta e “usar” a própria irmã para, juntamente ao trio, fazer uma avaliação da segurança na pousada.
No último mês, a polícia civil prendeu João Batista de Souza Júnior, vulgo “Baby ou “Dino”, e Valdinez Fernandes dos Santos, ambos também suspeitos de participar do crime. A polícia civil apreendeu uma parte das joias e uma quantia parcial do dinheiro subtraído no assalto.
Os três suspeitos presos hoje foram encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão a disposição da justiça.




TEMOS AULAS NOS FINAIS DE SEMANA

Nenhum comentário:

Postar um comentário