sexta-feira, 29 de julho de 2016

Esposa e filhos de funcionário do Banco do Brasil sequestrados de Assu foram liberados próximo a cidade de Parau

 
MAJOR ASSIS SANTOS (COMANDANTE DO 10º BPM)

FOCOELHO
Bandidos sequestraram familiares de um funcionário do Banco do Brasil de Assú e queriam força-lo a retirar dinheiro da agência, mas o plano foi descoberto quando já estava sendo executado. 
Na cidade o clima foi de expectativa e medo. Apesar da ousadia os bandidos não conseguiram êxito na ação.
A agência fechada em pleno horário de funcionamento, foi o que os clientes do banco do Brasil de Assú, encontraram na manhã de uma quarta-feira. Logo a população tomou conhecimento de uma ação mal sucedida de bandidos que queriam pegar dinheiro da agência.
Os bandidos foram até a casa do gerente do banco e fizeram a família refém. O gerente foi forçado a tentar sacar uma quantia não revelada da agência recebendo a promessa que depois a esposa e os seus dois filhos seriam libertados, mas o sistema de segurança do banco ajudou a frustrar os planos dos sequestradores.
Com a polícia em campo, ligações foram monitoradas, houve reforço de efetivo da Policia Militar e a inserção do serviço de inteligência da Delegacia Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado “Deicor” com a presença do Delegado Emerson Valente, logo já se tinha todo o esboço do crime. 
Os bandidos abandonaram a mulher e os filhos, bem como o veículo da família, na rodovia estadual que liga Assú ao município vizinho de Paraú. Apenas dois elementos, descritos como de baixa estatura e morenos, mas a polícia acredita que o grupo é maior.
O delegado de Assú, Marcelo Aranha, afirma que as vítimas ainda vão ser ouvidas novamente e que as investigações continuam.
Participaram da operação, o Comandante do 10º Batalhão de Policia Militar de Assú, Major Assis Santos, o Delegado Marcelo Aranha, da Delegacia de Polícia Civil de Assú e o Delegado Emerson Valente da Deicor que estava de passagem pela região. Colaboração: Vilsemar Alves/Focoelho/ o câmera).




Nenhum comentário:

Postar um comentário