terça-feira, 7 de junho de 2016

MULHERES PRESAS EM MOSSORÓ FACILITAVAM A COMUNICAÇÃO ENTRE TRAFICANTES DO RN E SC

PASSANDO NA HORA Com informações da RBS TV 
Foto Fim da Linha
A polícia prendeu na manhã desta terça-feira (07), em Mossoró, duas mulheres que auxiliavam a diálogo entre traficantes do Rio Grande do Norte e Santa Catarina. A prisão faz parte de uma megaoperação deflagrada nos dois estados para cortar a comunicação do tráfico de drogas.
Foram presas Daiane Cristina da Mota, de 26 anos, esposa do traficante internacional Roberto Tavares Onofre, o Betinho da Favela, e Rosimeire Bueno de Andrade, mulher do traficante mineiro Daniel Rosa.
Daiane Cristina já foi presa em Mossoró, em maio deste ano, quando tentava pegar um bilhete do esposo dentro do Presídio Federal de Mossoró.(Relembre AQUI)
De acordo com o delegado Procópio da Silveira Neto, da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC) de Santa Catarina, os dois traficantes estão presos no Presídio Federal de Mossoró, mas mantinham contato com lideranças da facção criminosa Primeiro Grupo Catarinense (PGC), através de suas esposas.
As duas mulheres foram presas quando saíam do apartamento onde moram, no Centro de Mossoró.
Batizada de "Íris", a operação executou ainda em Mossoró três mandados de busca e apreensão e mais uma condução coercitiva. Já em Santa Catarina, os policiais cumpriram outros 13 mandados de prisão, com relação a pessoas que cuidavam da remessa das informações.
O delegado ainda esclareceu que a ação é desdobramento de diversas informações coletadas, como anotações e contabilidade da facção, além de mensagens de celulares apreendidos. O nome "Íris" faz relação à personagem da mitologia grega que era responsável por levar as "correspondências" para o Olimpo. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário