terça-feira, 14 de junho de 2016

De terno e gravata homem morre ao trocar tiros com a Polícia Militar durante tentativa de assalto a banco em Parnamirim

Carro roubado pelos criminosos bateu em outro veículo durante a perseguição (Foto: Divulgação/PM)

Diego Gregório Meirelles Santos e Bruno Mitchell Carvalho de Farias foram feridos e socorridos (Foto: Divulgação/PM)

G1/RN / PASSANDO NA HORA
IMAGENS FORTES AQUI
Um homem morreu e outros dois baleados após trocarem tiros com a Polícia Militar próximo ao Banco do Brasil do bairro Cohabinal, em Parnamirim, cidade da Grande Natal. O confronto aconteceu na manhã desta terça-feira (14). Os suspeitos, que chegaram a roubar a arma do vigilante da agência, estavam vestidos de terno e gravata.
Segundo a PM, os suspeitos teriam roubado um carro. Houve perseguição e o veículo acabou batendo em outro automóvel. A polícia relatou que os assaltantes que estavam no carro estariam preparados para dar fuga a outros criminosos que estavam dentro do banco. Na agência, dois vigilantes haviam sido rendidos e tiveram as armas levadas. Com a chegada da polícia, as armas foram encontradas dentro de uma bolsa, que foi largada pelos assaltantes. Uma mulher loira, que também faria parte da quadrilha, conseguiu fugir.
O helicóptero Potiguar 1, aeronave da Secretaria de Segurança Pública (Sesed), sobrevoou a região na tentativa de localizar a mulher ou outros envolvidos no crime. Até a publicação desta matéria, mais ninguém havia sido encontrado.
Presos são fugitivos de Alcaçuz
Segundo o major Rodrigues Barreto, comandante do Batalhão de Choque da PM, os dois suspeitos presos foram identificados. Diego Gregório Meirelles Santos e Bruno Mitchell Carvalho de Farias fugiram da Penitenciária Estadual de Alcaçuz na madrugada de 10 de abril deste ano juntamente com outros quatro detentos. Na ocasião, os presos quebraram a parede da quadra do pavilhão 2 e rastejaram até o muro da penitenciária. Lá, eles cavaram um buraco e escaparam. Alcaçuz fica em Nísia Floresta, também na região Metropolitana da capital potiguar. 






Nenhum comentário:

Postar um comentário