domingo, 1 de maio de 2016

Secretaria de Saúde de Florânia confirma morte de professor por H1N1


TONNY WASHINGTON
A Secretaria Municipal de Saúde de Florânia, na região Seridó potiguar, confirmou ao Blog do Tonny Washington a primeira morte por H1N1 no Município. A vítima foi o saudoso professor e diretor Francisco das Chagas Guedes de Azevêdo, que faleceu no dia 15 de abril no Hospital Giselda Trigueiro, em Natal, onde estava internado.
De acordo com Secretária de Saúde do Município, Danielle Giffoni, o resultado positivo da morte por H1N1 foi enviado ao município pela Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap). Nesta segunda-feira (02), a Secretaria Municipal de Saúde emitirá nota oficial sobre o caso.
Orientações
A gripe – tanto a H1N1 quanto a H3N2 ou a Influenza B – tem como sintomas febre alta e súbita, tosse, dor de garganta, dor no corpo, dor nas articulações e dor de cabeça. No caso do H1N1, um sintoma que chama a atenção é a falta de ar e o cansaço excessivo.
É importante distinguir a gripe do resfriado comum, que é muito mais leve, com sintomas menos graves como coriza, mal estar, dor de cabeça e febre baixa.
Em caso de sintomas da doença, os moradores devem procurar uma Unidade de Saúde.
No último dia 25, a Secretaria de Saúde iniciou a vacinação contra H1N1 na rede pública da cidade para crianças com idade entre 6 meses e 5 anos, grávidas, mães que tiveram bebê há menos de 45 dias, idosos e profissionais de saúde.




Nenhum comentário:

Postar um comentário