segunda-feira, 30 de maio de 2016

Dois crimes de homicídio foram registrados em Mossoró contibilizando o 108º de 2016

O CAMERA
Dois jovens acusados de envolvimento com tráfico de drogas, assaltos e já com passagem pelos presídios da cidade, foram mortos na madrugada de hoje, 30 de maio, na cidade de Mossoró, região Oeste do Rio Grande do Norte. Patrick Jonhathan de Oliveira, de 37 anos de idade, foi morto com disparos de escopeta, dentro de casa na Vila de Netinho, na Rua Bela Vista no bairro Teimosos, por volta de 01 hora da madrugada. A polícia recebeu informações que 04 elementos encapuzados, dizendo ser polícia e fortemente armados, arrombaram o portão de acesso a vila e foram até a casa onde Patrick estava dormindo com a família. Como ele demorou ou não quis abrir a porta da casa, os elementos arrombaram e atiraram de escopeta, pelo menos três vezes nele ainda dentro da casa, mas ele caiu morto no meio da porta. Patrick há havia cumprido pena na Penitenciaria Agrícola Mario Negocio acusado por assalto e segundo a polícia, existe denúncias de seu envolvimento com uso de entorpecentes. Júlio Cesar Ferreira Rosa, 24 anos de idade foi morto dentro de casa na Travessa Mota Neto, no Ouro Negro, também na madrugada e quase no mesmo horário. Segundo informações, por volta de 01 hora da madrugada, dois elementos num carro chegaram na rua e invadiram a casa da família quebrando o portão lateral que dar acesso a outra casa nos fundos. Eles quebraram a porta de trás da casa onde mora a avó da vítima e como não o encontraram, os elementos pegaram o adolescente e o forçaram a dizer onde ele estava. O adolescente teria levado os matadores até a casa onde Júlio Cesar estava dormindo com a esposa e uma criança, filha do casal. Eles atiraram no braço do Adolescente e mataram debaixo da cama do casal. O menor foi socorrido para o Hospital Regional Tarcísio Maia e aparentemente não corre riscos de morrer. Segundo informações da família, Júlio Cesar Ferreira Rosa, cumpriu pena de 04 anos na Penitenciaria Agrícola Mário Negócio, acusado de tráfico de drogas e há pouco mais de 01 ano estava em liberdade. O Bacharel Roberto Moura, delegado de plantão, juntamente com o Agente Wilson Filho, acompanharam o trabalho da equipe do Itep e conversaram com familiares. Segundo Roberto, as informações serão repassadas para a Delegacia de Homicídios de Mossoró, Dehom.




Nenhum comentário:

Postar um comentário