quarta-feira, 4 de maio de 2016

Acusado por estupros coletivos em Natal é condenado a 27 anos de prisão

G1/RN
A Justiça potiguar condenou nesta quarta-feira (4) um dos suspeitos de realizar três estupros coletivos no ano de 2015 entre as Zonas Oeste e Sul de Natal. O juiz Guilherme Newton do Monte Pinto, responsável pelo caso, condenou o réu Alexandro Faustino do Nascimento a 27 anos de prisão e 80 dias-multa pelo estupro de três mulheres, roubo e corrupção de menores.
Os três estupros aconteceram em um intervalo de menos de um mês, entre julho e agosto do ano passado. Nos três casos, os suspeitos renderam casais que estavam em motocicletas em estradas de terra.
Segundo a decisão, ficou comprovado que Alexandro fazia parte do grupo que realizou os três estupros coletivos. Além dele, dois irmão - menores de idade na época dos crimes - também estariam envolvidos com os crimes.
Ainda para o juiz, ficaram comprovados os crimes de estupro, roubo - uma vez que após os abusos sexuais os suspeitos roubavam os celulares e quantias em dinheiro das vítimas - e, no caso de Alexandro, corrupção de menores, que somados resultou na pena de 27 anos de prisão a serem cumpridos em regime inicial fechado e 80 dias-multa.
Estupros coletivos em sequência
O primeiro aconteceu no dia 17 de julho, quando o suspeito, acompanhado de dois adolescentes, renderam um casal em uma estrada carroçável entre os bairros do Planalto e Felipe Camarão. O trio levou as vítimas até um matagal, amarraram o homem em uma árvore e depois fugiram na moto do casal e em um cavalo.
Por fim, no dia 15 de agosto, o trio rendeu mais um casal que seguia em uma moto na mesma estrada carroçável. O homem também foi amarrado e a mulher violentada seguidamente pelos três suspeitos. O trio ainda levou a moto do suspeito.




DISPOMOS DE SIMULADOR
VENHA TIRAR SUA HABILITAÇÃO NA AUTOESCOLA MAIS COMPLETA DA REGIÃO
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário