quarta-feira, 6 de abril de 2016

"Empurraram ele vivo", diz suspeita de participar da morte do professor Diogo Nóbrega

PORTAL BO
Uma mulher de 26 anos foi presa pela Polícia Civil suspeita de participar da morte do professor universitário Diogo Rosembergh da Silva Nóbrega, encontrado em meio as falésias da praia de Cotovelo, na manhã do dia 21 de Fevereiro deste ano. Mayara Souza gomes relatou a reportagem do PortalBO que o namorado dela, um adolescente e um amigo dele, que já está preso, confessaram o crime e que mataram para roubar.
A desempregada está custodiada na cela improvisada da delegacia de plantão da zona Sul de Natal, Mayara se defendeu dizendo que não esteve no local do crime, mas vendeu o celular da vítima por R$ 300 no bairro do Alecrim. "Eu não participei da morte do professor, quem matou ele foi meu namorado, que é adolescente e o amigo dele que a polícia já prendeu. Eu ouvi eles conversando várias vezes dizendo que mataram o professor para roubar os pertences dele e que jogaram o rapaz nas falésias sob ameaça. Empurraram ele vivo", disse.
O inquérito que apura a morte do professor transcorre na segunda delegacia de polícia de Parnamirim. Os agentes preferiram não comentar a prisão dos suspeitos, mas informaram que os detalhes da investigação serão apresentados quando todo o trabalho for concluído.






Nenhum comentário:

Postar um comentário