sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

LAGOA NOVA: HOMEM SURTA APÓS TOMAR CACHAÇA, ATROPELA E MATA A PRÓPRIA MÃE E DEIXA IRMÃO FERIDO

JOSÉ JAILSON (ACUSADO)
CONDUZIA A MÃE E FICOU FERIDO NA MÃO E NO PÉ
J. JÚNIOR
Uma ocorrência deixou a população lagoanovense perplexa na tarde dessa sexta-feira (18/12/15) na comunidade Macambira III, zona rural de Lagoa Nova onde um homem surtou após consumir cachaça, espancou o pai com um facão, atropelou um irmão e a mãe que tentavam fugir dele numa moto. Eles foram socorridos e a mãe identificada como ANTÔNIA MARIA DAMASCENO DE 60 ANOS não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada na unidade de saúde da cidade de Lagoa Nova. O irmão ficou ferido na mão e no pé.
O pai disse a nossa reportagem que o acusado identificado como JOSÉ JAILSON DOS SANTOS DE 37 ANOS, trabalhou durante a manhã até às 11 horas sem alteração e após realizar as tarefas do dia-a-dia saiu para beber, retornou por volta das 14 horas embriagado e começou uma discussão com o irmão mais novo. Durante a discussão ele quebrou vários objetos dentro de casa e temendo o pior o irmão pegou a mãe e saiu de casa numa motocicleta Yamaha, deixando o pai com ele. Transtornado o acusado começou a agredir o pai usando um facão. O pai conseguiu sair de casa e tentou procurar ajuda. Nesse momento o acusado, mesmo sem saber dirigir, pegou um veículo Corsa do irmão e saiu em disparada. Na comunidade Buraco de Lagoa encontrou o irmão e a mãe que seguiam de moto e simplesmente atropelou os dois chocando-se na traseira da moto.
Testemunhas disseram que a mãe dele ficou embaixo do carro e foi arrastada por vários metros. Na colisão o carro ficou com a frente destruída.
O acusado após provocar o acidente fugiu no carro com sentido ignorado. Policiais Militares foram acionados saíram em diligências e duas horas depois foram informados que o acusado havia sido detido por familiares e populares na comunidade São Francisco, zona rural de Lagoa Nova. Os PM’s se dirigiram ao local e encontraram o acusado amarrado e com lesões pelo o corpo provocadas pelo os populares.
José Jailson foi encaminhado para Caicó onde será apresentado ao delegado de plantão para os procedimentos cabíveis.
O pai acrescentou ainda que o filho (acusado) chegou do estado do Goiás a cerda de 25 dias, que tinha passado 10 anos longe de casa, teria retornado e estava trabalhando com o mesmo. Disse que o acusado é trabalhador e que não entende o que aconteceu.
O acusado disse a nossa reportagem que não tem passagens pela Polícia e que não se lembra de nada, inclusive que não sabe dirigir. Ele disse que amava a mãe e que não acredita no que fez.